Conectar-se

Esqueci minha senha

Página no Facebook
Tópicos Recomendados
Últimos assuntos
» Estudo de Necromancer incompleto
Dom Maio 07, 2017 4:48 am por Saron Vacun

» Lista de Mods que você precisa ter em seu jogo
Qua Abr 12, 2017 11:48 pm por Qahnaarin

» Conquistas do Skyrim na STEAM
Qua Abr 12, 2017 11:46 pm por Qahnaarin

» Dmg Máximo
Qua Fev 15, 2017 1:04 pm por Ancient Mage DOVEZ

» Troco carta na STEAM - Preciso da carta de Talos
Ter Fev 14, 2017 11:49 pm por Qahnaarin

» Apresentação real
Sab Fev 11, 2017 3:09 pm por Qahnaarin

» Quer o status de ADM de volta Rachel?
Ter Fev 07, 2017 10:49 pm por Heisenberg

» Feliz Ano Novo - Happy New Year #2017
Ter Fev 07, 2017 7:29 pm por SombraLBR

» DOVEZ the Ancient mage
Seg Fev 06, 2017 11:07 am por Ancient Mage DOVEZ

» Não ter block nos posts-Ignore Ctonico
Dom Jan 15, 2017 11:06 pm por Qahnaarin

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Top dos mais postadores
Lady Shadow (1199)
 
Qahnaarin (1033)
 
Matos (808)
 
Heisenberg (377)
 
DinoBlue (375)
 
ADMORAES65 (342)
 
Narrador (266)
 
Sheklon (216)
 
Azazel (200)
 
Ersinoe (173)
 


Boethiah's Proving (A Prova de Boethiah) - Autor desconhecido - [Skyrim]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Boethiah's Proving (A Prova de Boethiah) - Autor desconhecido - [Skyrim]

Mensagem por Ersinoe em Ter Mar 04, 2014 8:37 pm

Boethiah's Proving
A Prova de Boethiah
-Autor desconhecido
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Descrição:
Uma história sobre cultistas que invocaram o daedra Boethiah.



O Livro:

Certo dia, numa certa época, os fiéis se reuniram para realizar certos rituais, esperando um vislumbre da sua mestra. Era o dia certo e a invocação ocorreu adequadamente.

Abrindo uma ruptura através do véu, Ela, ela em pessoa, apareceu na frente deles, terrível e resplandecente. Ali estava, envolta em um ébano mais escuro do que uma noite sem lua, empunhando uma espada que ardia mais quente do que a superfície do Sol. E embora vestida como uma rainha-guerreira Dunmer, ela se erguia sobre eles como uma estátua esculpida da própria Montanha Vermelha.

"Por que me incomodaram?"

Surpresos, o primeiro entre eles rezou:
"Oh Boethiah, Príncipe das Conspirações, Enganador das Nações, Rainha das Sombras, Deusa da Destruição, viemos para venerar-te!"

Ela baixou seus olhos sobre os seus seguidores, que estavam reunidos para vê-la. Carrancuda, ela perguntou ao primeiro:
"Diga-me, você que declara me conhecer, como eu deveria lhe conhecer?"

Cheio de temor, exclamou:
"Toda noite dedico minhas orações a ti, toda noite eu pronuncio teus maravilhosos nomes. Não reconheces o som da minha voz? o mais devotado dos teus fiéis?"

Ela franziu o cenho dando um longo suspiro e de repente o homem havia desaparecido, dispersado pelo ar dos pulmões da deusa.

Virando-se para o segundo, ela perguntou:
"E você? como devo medir o valor da sua existência?"

Aturdido pelo poder da sua voz, ele curvou-se perante o seu semblante ainda mais obscurecido.

Ela bateu uma palma e ele também desapareceu.

Ao terceiro:
"E você, diga-me, como devo conhecê-lo diferentemente dos outros, dos quais não há mais nenhum vestígio?"

Tremendo e sem palavras devido ao desaparecimento dos seus irmãos, ele sussurrou:
"Tenha piedade de nós!"

Ela piscou duas vezes. Na primeira, ele sofreu terrivelmente. Na segunda, estava destruído.

Ela lançou um olhar fulminante à todos os restantes e disse:
"Eu não concedo misericórdia".

E assim seguiu com os outros. Ela pondo a prova, eles sem saber como reagir.

Finalmente ela chegou até mim, os olhos brilhando de raiva, a língua úmida com o ódio e disse:
"De todos os meus fiéis, restam apenas dois. Diga-me, penúltimo, como o que me provarás a sua existência?"

Sem hesitar eu saquei a minha espada e a cravei no peito do outro que estava do meu lado e sem medo respondi:
"Pergunte a ele cujo sangue agora brota da minha espada se eu existo".

Ela sorriu. E os portões de Oblivion se abriram entre seus dentes. E então ela disse:
"Diga-me, meu agora último seguidor, por que permanecestes enquanto os outros não?"

Eu recuperei a minha espada e a ofereci dizendo:
"Eu estou vivo porque aquele ali está morto. Eu existo porque eu tenho a vontade para tal. E eu seguirei vivo enquanto existirem sinais das minhas ações, como o sangue que pinga desta espada".

Aceitando minha oferenda, ela assentiu e disse:

"De fato".


Iformações adicionais:

Boethiah é o Príncipe Daédrico do engano, conspiração e traição. Boethiah é descrito como um forte guerreiro de capa empunhando um machado (em TESIV Oblivion), e em algumas ocasiões é descrita como uma mulher erguendo uma espada (em TESV Skyrim).

A partir do level 30, ao ler o livro Boethiah's Proving, é iniciado a missão em que conseguimos a Ebony Mail.
avatar
Ersinoe
Espectro

Mensagens : 173
Data de inscrição : 20/02/2014
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum